Finalmente fez-se a luz

Como meia humanidade está careca de saber, quando comecei a fumar, em meados de outubro de 2004, fumava Malboro Vermelho e Light. De resto, apenas quando não tinha mais nenhuma opção e para isso precisava estar sob situação de stress extremo.
Mas existem milhares de pessoas no mundo que nunca conseguiram entender como eu, logo eu, que em minha tenra infância era tão aversa ao cigarro, que apagava o cigarro das meninas no Churrasquito, que molhava os maços de cigarro de papai, cortava com minha tesoura escolar sem pontas os cigarros de Edite, comecei a fumar.
As mais diversas teorias foram formadas, tanto freudianas e todo aquele papo de obscessão oral, quanto a teoria das respostas prontas dos pais que defendia más influências.
Assim, se você é um daqueles putos que não podem simplesmente aceitar que decidi fumar porque decidi e pronto, que uma certa viagem à praia ajudou, claro, mas não influenciou em porra nenhuma, e que, sim, comecei a fumar de bobeira e simplesmente por isso, seus problemas acabaram! 
Graças ao pessoal seguidor da crença de que o mundo é movido por mensagens subliminares e que TUDO NESSA VIDA tem uma mensagem subliminar por trás. Encontrei em um dos milhões de sites sobre o assunto espalhados por ai o grande motivo pelo qual comecei, assim como muitas outras pobres almas desavisadas dessa desgraça chamada mensagens subliminares, a fumar.
Estava pensando em simplesmente dar aquele básico ctrl c + ctrl v, mas o texto deles está tão ruim que vou escrever a teoria e colar as fotos.
Tecnicamente os publicitários de Malboro tinham como público-alvo os homens homossexuais, aqueles que têm desejo homossexual reprimido e que trabalham em escritório.
A fim de explicar a teoria do público de escritório, a parte vermelha representa literalmente aqueles que trabalham o dia todo com a bunda sentada na cadeira. Ainda, o LB do Malboro são maiores que o M. Isso porque o L e o B formam uma torneirinha (como diria a mãe do Paulo André) que, além de já ser por si só algo tentador para alguém comprar um maço de cigarros, aponta para a bunda gorda dos trabalhadores de escritório.
Mas vocês acham que acabou? Claro que não. Ainda tem o adicional de que se virarmos a carteira de lado e abrirmos a caixa, fica nítido um homem negro com o dito acordado quase que na direção da preciosa (mais uma contribuição da mãe de Paulo André).

Olha ai, tudo super bem mostradinho: o bumbum, a torneirinha, a preciosa. Tudo, tudo, como eles disseram...

Mas não é só isso, ainda existem as propagandas (que nem são mais veiculadas, mas enfim). Ao que tudo indica, os cavalos da propaganda sempre estão indo em direção à caixa de cigarros, além de haver só homens na propaganda reforçando a idéia do homossexualismo embutida no cigarro, além de sempre existirem cavalos desmontados, como se apontassem que sempre há espaço para você no mundo de Malboro.
E fechando com chave de ouro, existe uma propaganda com o cowboy com o negócinho (literalmente mesmo porque é beeem pequeno) para fora.

Olha, pequeno, bem pequeno!

Com isso fica mais compreensível, segundo o site, porque as pessoas começam a fumar, principalmente na adolescência, quando estão muito mais vulneráveis e a vontade de fuga e liberdade é constantemente reprimida.

Eu não estou brincando! Isso realmente está escrito no site nessa página aqui. Só faltou eles dizerem que Brokeback Mountain foi patrocinado por Malboro, já que a vida dos personagens acontece no meio de todo o cenário das propagandas de cowboys e tem 300 cigarros fumados, mais ou menos.
Agora, depois de tudo isso, estou mesmo é com pena do cowboy que teve que expor esse negócinho para o mundo...

:: Postado por Grace às 15h20
::
:: Enviar esta mensagem

Faço dele minhas palavras

Manoel de Oliveira, cineasta português com mais de 65 anos de carreira e um dos expoentes do cinema europeu, com 97 anos de idade foi indagado quanto ao futuro. Respondeu: Futuro? O futuro para mim é o paraíso ou o inferno. É o paraíso pelo clima ou o inferno pelas companhias.
Penso como ele, exatamente como ele. Quer dizer pulando a parte de que esse futuro seja tão breve para mim...

:: Postado por Grace às 13h45
::
:: Enviar esta mensagem

Curitiba 313 anos - está na hora de arrumar as calçadas

Sabe, eu acho muito legal isso de conservar lugares históricos, tomá-los como patrimônio histórico da cidade e tombá-los a fim de que eles não possam mudar, mas tem só um detalhezinho nisso tudo: essas malditas calçadas curitibanas NÃO SÃO PATRIMÔNIO HISTÓRICO NEM SÃO BONITAS, ok? Então vamos lá.
Estava eu descendo da carro apressadamente para ir ao meu dignísimo trabalho de buser como voluntária do COP8 MOP3 quando pisei nas calçadas de nossa linda cidade. Dois passos depois um buraco no meio do caminho do meu pé fez com que eu caísse com meu joelho diretamente naquelas maravilhosas pedras super retas e nem um pouco projetadas para cortar todo e qualquer local de pele humana que caia sob elas.
Conclusão? Bem, um joelho bem ralado e a calça que o revestia quase rasgada, duas mãos raladas e muita água suja em mim \o/
As calçadas de Curitiba são um verdadeiro matadouro para uma pessoa chique, não é Alice?

:: Postado por Grace às 17h00
::
:: Enviar esta mensagem

Um lugar chamado Bhutan

Nas mais diversas aulas de história ou geografia que tive pela vida à fora, sempre ouvi falar de um país pequeno ali entre a Índia e a China que nunca foi conquistado por nenhum outro local. Pelo pouco que  lembrava até então, o Tibet já tinha tentado e até Portugal, quando detinha parte de terras asiáticas e estava no auge de sua expansão marítima, também o tinha tentado, mas nenhum dos dois conseguiu. Enfim, apesar dos pesares, não fazia idéia do nome do tal lugar.
Porém, estava conversando com o assessor pessoal do Ministro de Comunicações de Bhutan (não, não me dei ao trabalho de pesquisar o nome do país em português) quando ele começou a explicar o regime político do país e contou a famigerada histórinha de o Estado nunca ser invadido (deve ser mesmo um orgulho para a população, já que ele tirou a história de algo totalmente fora do contexto, mas enfim, o que dizer?? Tem gente que se orgulha de ter um torneiro mecânico na presidência. Pelo menos, não ser invadido é realmente um mérito). Então liguei os motores das minhas sinapses e me toquei que Bhutan era o país que sempre ouvi falar e nunca gravei o nome por não ver importância nenhuma em uma nação com menos habitantes do que a população de Curitiba (segundo seu senso interno), com menos habitantes que Curitiba e Região Metropolitana somado à Londrina, Maringá e Ponta Grossa (segundo a
Cia World Facktbook e a ONU) e que não tem um senso decente já que ninguém chega a uma conclusão de quantas pessoas moram lá (segundo Andressa Cleto).
Depois de ter falado quase 3 horas seguidas descobri várias coisas legais e algumas bizarras, que são aquelas que obviamente contarei aqui. Eles fazerem chá de manteiga e as comidas são sempre muito apimentadas, a ponto de as pessoas não sentirem o gosto da comida, acarretando úlcera em muitas pessoas de lá. Enfim, como boa nerds que ama mapas e história, busquei saber um pouco mais do lugar e acabei descobrindo muitas coisas legais de lá, como o fato de o esporte nacional ser disputas de arco e flecha, além de eles fazerem vinho de arroz e terem um lama ainda mais divertido que o Dalai-Lama, já que o deles produz filmes, alguns mundialmente famosos vejam só vocês.
Assim, achei que deveria ir visitar um lugar como esse, que deve ter um monte de lugares históricos bonitos e uma cultura muito interessante para conhecer, ainda mais com um convite feito pelo cara, com direito ao e-mail  pessoal dele e do filho dele para contactá-lo quando quiser.
Mas depois de ler um pouco mais desisti. O problema todo surgiu quando descobri que Bhutan foi o único país no mundo que proibiu a comercialização e o cultivo do tabaco. Sei lá, mas me deu uma preguiça de viajar 27 horas para descer do avião e não poder acender um cigarro...

:: Postado por Grace às 16h31
::
:: Enviar esta mensagem

Tom Cruise, Come Out Of The Closet! - O Retorno (Parte II)

Seguindo um dos links de um blog que leio diariamente, descobri que mais americanos prefeririam acampar com Saddam Hussein do que com Tom Cruise. Tudo culpa de South Park! Foram lá lembrar o mundo que o cara não quer sair do armário...

:: Postado por Grace às 15h19
::
:: Enviar esta mensagem

Just a quick one

Just one or two wuick notes...* O Ministro do Quênia foi perdido hoje no COP8, mas ao que tudo indica ele apareceu antes de começarem a procurá-lo na sessão de achados e perdidos do Estação ou chamar o pessoal de Without a Trace;
* Não, não vou comentar a dancinha da digníssima senadora Angela Guadagnin porque o assunto já está completamente batido pelos blogs, revistas e jornais desse Brasil de meu Deus. Na verdade, não vou comentar nada porque a vergonha alheia pela qual fui acometida ao ver aquela mulher dançando me impede de dizer o quanto acho que deveria ser aprovada uma lei cuja proibísse que mulheres enormemente gordas usem blusas no estilo sou gorda, mas sou gente boa e dancem na frente das câmeras. O que o Rodolfo sempre me disse sobre dar vexame com platéia (o link liga ao comentário dele sobre isso)?? Cabe exatamente aqui!
* Por falar em Rodolfo Benghi, o menino agora decidiu que será chef e foi aceito! Assim, 30 de agosto ele vai para Paris cursar em Le Cordon Bleu. E como se não bastasse, vai fazer o programa do Le Grand Diplome porque, como todo mundo está cansado de fazer, Rodolfo não gosta de NADA pequeno. Será que não irei me utilizar disso para visitá-lo e aproveitar para pesquisar uma coisinha ou outra sobre minha monografia?
* Rennan está bravo com Dani porque Dani foi com Andressa no James sábado. Ahh Rennan, para de se fazer menino!! Vcoê nem está bravo coisa nenhuma! Ohh Elizabeth, you are sooo funny!!
* Tem horas que nada pode ser melhor do que um amigo segurando sua mão e outro amigo te abraçando. Principalmente se é exatamente na hora em que você tem seus 5 minutos de bobeira pós muito álcool durante um curto espaço de tempo anterior.
* Nada como o frio de Curitiba para me fazer feliz depois daquele eterno calor senegalês que se instalou nos últimos meses por aqui.
* Ou melhor, só cantar Hit The Road Jack com Dani no meio do James, totalmente fora do contexto da música e do momento em que estávamos, para conseguir ultrapassar a maravilhosa sensação de ter frio nessa cidade de novo e dois amigos segurando sua mão no momento não estou feliz da festa.
* Wolfgrand é lindo e alguns ex deveriam morrer.
* Algumas pessoas podem ser muito más com os pequenos gafanhotos que rodam a cidade de ônibus pelo menos 3 vezes por dia com comitivas e estudantes.
* Ser chamada de little bird pelo ministro do Camboja não é para qualquer um.
* O cara que fala BOM DJAH para nós todos os dias deveria ser eleito a pessoa mais simpática de todo o COP8 MOP3.
* Por fim, eu acho, do fundo do coração, que o Ministro do Quênia deveria mesmo é se benzer. Vai ser azarado assim na puta que o pariu!! Primeiro tem um ataque cardíaco (ou algo que valha) e entra em coma no começo do evento, depois se perde... AFFFF!

:: Postado por Grace às 17h31
::
:: Enviar esta mensagem

Cuidado comigo, muito cuidado...

...sou uma pessoa estressada. Ok, na verdade, segundo o teste, sou uma pessoa:

A CAMINHO DO ESTRESSE
A empresa não é o lugar onde você se sente mais confortável. Mesmo assim, você ainda passa bastante tempo na frente de uma mesa resolvendo diversos problemas. Descanse um pouco mais e planeje desde já suas férias.

Minhas observações acerca do resultado:
A empresa não é o lugar onde você se sente mais confortável.
Olhaaaa!!! Ok, até gosto da empresa, só não gosto do que faço lá e das pessoas que cobram coisas que não tem motivos para cobrar. De resto, está tudo bem...
Mesmo assim, você ainda passa bastante tempo na frente de uma mesa resolvendo diversos problemas.
Claro! É para isso que eu sou paga mesmo. Conclusão besta!
Descanse um pouco mais e planeje desde já suas férias.
Descansar quando? No horário de minha vida social? NO, thanks! E férias? Que férias??

:: Postado por Grace às 16h15
::
:: Enviar esta mensagem

Parece filme, mas é só a vida

AHAM! AHAM!! AHAM!!!!Estou assistindo aos canais de filme que vovô ganhou graças a menos de uma hora em que a Net ficou fora do ar, fato que achou um ultrage aos seus direitos como contratante, e resolveu fazer um auê do tamanho da Via-Láctea NA EMPRESA quando ouço a campanhia tocar. Bem, saio do conforto de minhas cobertas e almofadas para certamente atender alguma amiga da minha avó que foi tomar café sem ser convidada lá em casa e ficar falando enquanto eu poderia estar conseguindo ouvir o filme ao invés de ter de ler as legendas e fazer cara de "fale com a minha mão, bitch!".
Entretanto, ao abrir a porta me deparo com alguém vestido de palhaço. Sinceramente, já seria motivo mais do que suficiente para que eu desmaiasse logo ali, sem nada mais. Porém, caso não houvesse desmaiado (uma coisa tão provável quanto conseguir arranjar um homem no grupo dos bons que faça parte do seleto grupo sobra muito pouca coisa, se é que vocês, pessoas que assistem Terça Insana 14 vezes por semana, me entendem) o palhaço levantaria um abajur rosa, com adornos rendados, e o destruiría na minha cabeça.
Pode parecer um dos meus sonhos bizarros, mas na verdade só quis descobrir o que diabos sentiu o senhor mecânico-que-não-quis-se-identificar (por motivos de noção da vida e vergonha que todo ser deveria ter).
O mundo está realmente povoado por gente muito, muito, muuuuuito estranha!

:: Postado por Grace às 16h05
::
:: Enviar esta mensagem

All I wanna do is have some fun...

...I got a felling I'm not the only one.

I know a place where you can get away, it's called a dance floor and here's what it's for, so come on VOGUE!!! É isso aí meu povo, hoje é sexta-feira e estou looooooouca para dançar e dançar e dançar e dançar e dançar mesmo! Então aqui fica meu convite: quem estiver afim de se jogar na pista comigo hoje ou amanhã é só me avisar que já estou lá!!!!!!! =)
E, para todo mundo começar o fim de semana pululante como eu link para vogue porque passei o dia inteiro dançando isso!

:: Postado por Grace às 16h49
::
:: Enviar esta mensagem

Sobre o mês de março

Naquela linda manhã de inverno do dia 25 de junho de 1986 em que nasci, papai e mamãe decidiram dar uma grande festa em seu reino com muita tequila, hot-hot, goo-goo boys, drags e músicas da Madonna, para festejar minha beleza, porém esqueceram de enviar o convite daquela fadinha, que morava ali logo ao lado de nosso castelo, sempre com verrugas e chapéu pontudo, e, por causa daqueles dois esquecidos que não mandaram a porra do convite pink para mulher, ela rogou uma maldição em mim: todo mês de março, SEM NENHUM MOTIVO APARENTE, minha vida vai ficar uma bosta, mesmo estando boa.
Como nunca soube disso, achava muito estranho tudo isso, mas agora acho que vou conviver melhor com esse estresse idiota que me acomete durante o mês.
Sério, estava tudo muito bem, tudo muito ótimo, na minha vida: festando horrores, dançando horrores, emagrecendo horrores, pegando horrores, sorrindo horrores, cantando Rolling Stones horrores, bebendo horrores, quando de repente, não mais que de repente, comecei com meus surtos depressivos. RIDÍCULO!
Agora minha cabeça dói, não quero mais ir na Rave de sábado, quero dormir amanhã, nem no teatro eu queria ir hoje, VEJAM BEM VOCÊS!!!

Mas tudo bem, abril está chegando \o/

:: Postado por Grace às 11h49
::
:: Enviar esta mensagem

Ctrl c + ctrl v 

querido amigo gepeto:

estou com muitas saudades de você.
e eu só queria que soubesse disso.
Dia 22 de março de 2006, livejournal do Dani Peixoto.

Ok, já me cansei de dizer isso, mas enfim, Gepeto sinto sua falta. Muito! Não some!!! Te amo ;)

:: Postado por Grace às 11h38
::
:: Enviar esta mensagem

Googlenianas

Como sempre o mais pesquisado foi como ser uma puta na cama e mais uma vez digo que isso é um dom, só consegue quem nasce com ele. Em segundo ficou o Minesse e acho que deveria cobrar pela propaganda que faço, algo como cartelas de graça. Em terceiro ficaram as pesquisas sobre Rennan Stelle, por Dani Peixoto e Rodolfo Benghi.
De resto, ainda houveram as pesquisas crescentes por Andressa e as mais que antigas pesquisas por como funciona uma campanhia niestzch.
Pelo menos nesse mês houveram mais entradas aqui por endereços de blogs e flogs de conhecidos, ganhando o do Gepeto em disparada, e entradas simples mesmo, daquelas que nós digitamos o endereço no pc ou que clicamos nos favoritos \o/.

"o porco" + não + consigo + 30 + minutos + curiosidade
Ok, juro que eu busquei alguma legibilidade na busca, mas não encontrei. Talvez seja um curta metragem sobre um porco, já que o reino animal está tão em voga nesse meio de curtas e documentários, e a pessoa está buscando umas curiosidades a fim de fazer uma resenha para aula de literatura do ensino médio.

andressa amado
Olha, Andressa Amado, filha de Jorge Amado (ele tem filha??) ou algo como o amado de Andressa, que hoje em dia não viria a ser ninguém?

imagem de uma pessoa que tem tetano
Primeiro que eu acho péssimo colocar a imagem de alguém com tétano aqui. Sei lá, já não basta estar com tétano ainda tem que tirar foto? Enfim, tudo bem que nós, como bom posers que somos, tirariamos fotos do nosso tétano, mas isso não vem ao caso. Segundo, a pessoa com tétano é minha amiga? Se eu estivesse na foto tudo bem, colocaria.
Sério, deve ser alguma professora de biologia tentando montar slides para a aula...

mensagem de deus edificantes
O senhor é meu pastor e nada me faltará...? Essa é a supracitada, mesmo não sendo de Deus. Bem, mas a bíblia foi inspirada por Deus, né? Deve valer.

loja de roupa roxos e duendes
Isso é o nome da loja? Credo!

cartões do dia mundial do lindo 21 de março
O que tem demais o dia 21 de março? Como assim?? Não é só a mudança da estação?

dicionario houaiss, rampeira
Não procurei no dicionário, mas rampeira é o mesmo que puta, porém um tipo pior. Além de ser puta, tem que ser de beira de estrada ou algo que valha para ser rampeira.

uma palavra para momento dificil
FODEU!!!!

andressa
Ah, eu mesma. Andressa Cleto, linda e restrita.

Etimologia da palavra caralho
Boa pergunta. Essa eu vou procurar no dicionário hoje e posto amanhã.

rodolfo viadinho
Rá! Mas isso é uma grande novidade para mim... Agora conte algo que não sei.

inocente linda
Gente, é quase que minha descrição. Falta apenas humilde e única.

propaganda da pernambucanas
Ah, tenho a música inteira mais para baixo.
Quem bate? É o friooooo...

dentes de leite
Não tenho mais nenhum e só tenho dois cisos. Que vida triste a minha...

como fazer uma rifa de animais
Mas eu aposto que essa pessoa é aquela que veio procurar uma vez aqui por como montar um petshop.

fotos de vovo fodendo
Enfim, não tenho esse tipo de foto porque é nojento e, principalmente, porque não teria como eu aparecer nela.

FOTOS DA HIDROSFERA
Como faço para tirar fotos com ela?

dica de como fazer sombrancelha
Penteia, corta com uma tesoura o que fica fora do lugar e tira com a pinça o que estiver feio. Aliás, isso me lembrou que preciso fazer a minha.

gripe aviária maçonaria
Nossa!! E eu achava que tinha visto de tudo nesse mundo das conspirações absurdas.

o olho de tandera
Já tomei porres e mais porres, já pus fogo na minha franja tomando e já dei por causa disso. É uma boa bebida...

fotos de mulheres bebadas caido no chao
Ah, nunca tiraram NENHUMA minha assim... AHAM!!!

eu quero ver todas as mulheres da plaboy
Esse não se contenta com pouco, apesar de não saber nem o nome do objetivo direito. Isso mesmo amigão!!

como tirar verruga
Mas por que tirar?? Elas são suas amigas =). Tire só os pêlos delas que já está tudo bem.

:: Postado por Grace às 11h32
::
:: Enviar esta mensagem

Tom Cruise, Come Out Of The Closet!

Estava passeando pelo youtube, aquele lugar que você acha absolutamente tudo em vídeos que procurar (imagino eu, pelo menos), quando dei de cara com o famigerado episódio de South Park que teve sua exibição proibida em diversos países por tirar sarro da Cientologia, mas que na minha humilde opinião tem como grande problema para ser exibido o fato de o Tom Cruise se trancar no armário do Stanly e não quer sair de jeito nenhum. Mas é hilário todos os personagens dizendo para ele sair do armário!!
Abaixo vai um dos pedaços da tentativa de tirar o cara do armário:

I'll never come out of the closet!Stan
: Daaaaaad, Tom Cruise won't come out of the closet.
Stan's Dad: What??
Stan: Tom Cruise looked himself in my closet and won't come out.
Stan's Dad: (toc toc toc) Mr. Cruise, Mr. Cruise. Come out of the closet.
Tom Cruise: No.
Stan's Dad: Come on Mr. Cruise, this is ridiculous.
Tom Cruise: I'm never coming out.
(...)
Stan's Dad: (toc toc toc) Mr. Cruise, you can't just stay in the closet. You need to come out.
Stan's Mom: What going on?
Stan's Dad: Tom Cruise won't come out of the closet.
Stan's Mom: What?
Tom Cruise: Just leave me alone!
Stan's dad: Well, we can't leave you alone because you won't come out of the closet.

Uma prévia aqui e o episódio inteiro aqui (detalhe, deixem carregar o vídeo inteiro antes de assistir senão as falas ficam atrasadas).

:: Postado por Grace às 15h16
::
:: Enviar esta mensagem

Estava doente

Ai, ai... Ali, só querendo dormir...Ainda estou meio assim, assim, mas a vida não é só ficar em casa de baixo das cobertas assistindo televisão o dia inteiro e dormindo muito. Assim, cá estou não 100% recuperada, mas melhor para falar da razão pela qual não me mantive mais um dia na cama, mesmo com dor e sono.

I´m so tired...Lá estava eu, deitada com a maldita dor vendo algo, quando minha vó passava e falava algo como saia dai debaixo dessas cobertas porque desse jeito você só vai ficar pior ou ficar embaixo das cobertas não vai fazer você melhorar, só te engordar. Pois é, família LEGAL!!!
Porém, lá por umas 5 da tarde, minha dor mais forte do que nunca, a mulher passa e fala: Ai, você não tem vida? Fica o dia inteiro debaixo das cobertas, sem fazer nada, engordando, vendo televisão? Vai se movimentar, trabalhar, estudar, fazer algo. Até parece que uma cólica dura tanto tempo assim...
Ah, depois de ouvir coisas equivalentes o dia INTEIRO não tive como ficar mais quieta: olha, primeiro que tenho vida, mas não nos dias em que estou inútil como hoje. Nos dias normais, não estaria aqui em casa, mas trabalhando para ganhar dinheiro e sustentar minha vida social. Segundo que você não tem como dizer nada sobre minha cólica por um simples motivo: DEVE FAZER UNS 40 ANOS QUE VOCÊ NÃO TEM NENHUMA PARA LEMBRAR COMO É.
Incrivelmente, depois desse comentário, dormi horas sem ninguém falar mais nada... Mas precisava estressar meu day-off por motivo de doença? Ah, que povo sem noção!!!

:: Postado por Grace às 11h45
::
:: Enviar esta mensagem

Você é o que você come...

Comida é água, comida é pasto. Você tem fome de quê? Você tem fome de quê??... dizia o adesivo do Garfield que minha, já neurótica por peso, mãe grudou na geladeira em mil, novescentos e eu ainda não tinha nascido. E eu, pessoa que abre a geladeira para pensar que sou, cresci com esse maldito pensamento do Garfield embutido nos vales mais obscuros de meu subconsciente e o revelo quando vejo que estou enoooooorme.
Enfim, hoje me enviaram um teste por e-mail que me mostrou que minha mãe, o Garfield e eu, não estamos sós com este pensamento.
Eis meus resultado:

Vive fazendo planos e projeções. É equilibrado e nunca quer mais do que pode ter. Tudo na sua vida tem que ser belo, doce e gostoso.
É uma pessoa metódica que leva muito em consideração a aparência. Faz o estilo romântico e não troca um momento a dois por nada desse mundo. Gosta de manter o controle da situação e saber exatamente onde está pisando.Tem mania de complicar tudo e transforma um problema pequeno numa coisa gigantesca.
Adora a comodidade proporcionada pela vida moderna. Não consegue ficar longe da bagunça das cidades grandes. Sempre que tem um problema, conta com os outros para ajudá-lo

Olha, a parte de ser metódica não condiz muito, mas de resto, sou bem eu...

:: Postado por Grace às 11h39
::
:: Enviar esta mensagem

Cores para minha nova casa

Nossa linda casa feliz!!!Muito bem, Rennan baby, está na hora de você achar nosso apartamento. Eu já achei as cores =).
Não é por nada não, mas quero logo me mudar e ter uma televisão gigantesca na sala, assistir Sex and The City, Will and Grace e Friends sábado à tarde embaixo das cobertas comendo Pringles, ter um quarto rosa e lilás, dançar Britney pela casa, disputar o secador, o fixador e a pomada, fazer almoço e não ter hora (de verdade) para acordar no fim de semana.
Meu trabalho está feito por aqui... 

:: Postado por Grace às 10h58
::
:: Enviar esta mensagem

Não é por nada não, mas...

Olha, não é por nada não, mas é o seguinte: primeiro pseudo-Diego, cujo e-mail desconheço, começa a me mandar mensagens no hotmail dizendo que era o cara da minha vida, que eu PRECISAVA dele para ser feliz e mimimi. Agora me aparece um louco, que não tenho a mínima idéia de quem seja, mandando mensagem no celular dizendo que não consegue me tirar da cabeça e mimimi. Por fim, um outro se entitulando Noel vem aqui me dar oizinho. Bem, pelo menos esse não falou nada de mais, só um oi linda de praxe mesmo.
Ok. Com isso, só tenho uma coisa a dizer: Rennan, pare agora mesmo de me zoar!!!

:: Postado por Grace às 19h42
::
:: Enviar esta mensagem

Quero comer chocolate!!!!

Só isso...

:: Postado por Grace às 14h27
::
:: Enviar esta mensagem

O Orkut, essa ferramenta do tinhoso, e o Itaú, aquele banco de merda.

Today's fortune
:
A thrilling time is in your immediate future


Mas eu, cética que sou, não acredito nessas coisas. Ou melhor, não acreditava até que recebi uma ligação do Itaú comentando que havia uma fatura do MEU CARTÃO DE CRÉDITO pendente com eles, a tal da anualidade. Na mesma hora disse que iria cancelar aquela merda porque nunca habilitei o cartão, logo, nunca usei aquela porra e não iria pagar merda nenhuma de taxa, quanto mais uma taxa de 35 reais.
Ah, vá às favas! Então vou a um restaurante self-service e tenho que pagar 10% do garçon? Carrego minhas malas para o quarto do hotel e dou gorjeta para o carregador? Lavo minhas roupas e deposito dinheiro na conta da lavanderia? Bem, vocês entenderam o espírito da coisa.
Mas olhe, liguei para 4 telefones e em cada um deles apertei, pelo menos, 6 ramais diferentes por causa daquela maldita gravação que vai te levando para a puta que o pariu sem que você repare. Agora façam as contas do tempo que eu devo ter perdido entre ramais e conversas com aquelas gerundistas do caralho que atendia perguntando em que poderiam estar me ajudando. Pois na última ligação eu já estava tão puta que acabei sendo meio estúpida para com a menina: você poderia estar me ajudando querida, se, primeiro, parar de falar gerúndios e, segundo, tentar de verdade cancelar esa merda de cartão ao invés de me transferir para outro lugar de novo, caso contrário, cancelo não só o cartão, como minha conta.
Claro que não poderia cancelar minha conta porque meu salário infelizmente cai nesta merda de banco Itaú com as maiores taxas do mundo tarifário e o pior atendimento que já vi desde o atendimento universitário do BB. Mas enfim, a menina, que era burra como uma porta, caso contrário, verificaria minha conta e saberia disso, se assustou horrores e cancelou o cartão na hora, mesmo atendendo no único ramal que achei não poder cancelar um cartão: caso você não seja cliente Itaú, disque 8 e saiba as vantagens de juntar-se a nós \o/.

:: Postado por Grace às 14h06
::
:: Enviar esta mensagem

Crítica Da Pura Razão
Ou: Kant, aquele velho safado


Sempre ouvi falar que Kant foi uma pessoa extremamente metódica, leia-se chata, que só pensava em teorias e passeios regulares. Dizia a lenda que, quando ele passava pela rua as mulheres das casas acertavam seus relógios. Acabei de escrever no live journal do Dani que Kant saia de casa exatamente todos os dias, a mesma hora, para levar o cachorro passear exatamente pelo mesmo caminho, com sol, chuva, neve ou neblina ao comentar das coisas inúteis que nos dizem uma vez e que ficam para sempre no âmago de nossos cérebros.
Pois bem. Então fui pesquisar essa obcessividade do homem no pai nosso que estais no céu e achei um artigo do The Guardian muito instigante sobre a metodicidade de Immanuel: parece que ele era metódico sim, mas só no que diz respeito à bebida, mulheres e moda. Pois é, meu povo, diz lá que ele era uma partygoer, algo como baladeiro no bom e velho português contemporâneo. Bebia vinho, jogava bilhar, vestia roupas coloridas e bonitas, quiçá customizadas. Ainda conta que ele era um cara bem-humorado e que comia a mulherada, só não se casou, fato que não difere muito o moço de muitos homens por ai.
E olha, parece que ele era um dos meus porque existe um relato lá pelas tantas na reportagem contando que um dia Kant bebeu tanto que não conseguia encontrar o caminho de casa. Imagine então se esse acharia um sapato perdido? Nunca!
Ao que tudo indica, nós lemos até hoje só a versão da história dos maridos das vizinhas. Mas isso é só uma teoria da razão pura criada por mim...

:: Postado por Grace às 11h18
::
:: Enviar esta mensagem

Saudades é uma coisa engraçada

Estava passeando pelo Orkut, olhando meu fãs para enviar a comunidade que fiz para o Senhor Rennan Stelle
 quando encontrei o Gui Walter entre uma das pessoas que estavam lá. Foi uma sensação muito estranha porque até então tudo que pensei foi no que o Paulo estava sentindo e no que eu poderia fazer para ajudá-lo melhorar.
Comecei a lembrar do dia em que o conheci na casa do Thiko Portugal, em meados de abril do ano passado, no tal dia em que fomos comer fondue e como achei aquele menino simpático. Depois, várias coisas que aconteceram desde então e de como gosto gostava (não me acostumei a isso) da companhia desse menino.
Assim, pela primeira vez, não chorei pelo Paulo, nem pelo Fellype, nem pela família dele, mas por ele e por tudo que ele deixou de fazer. Chorei também pelo mundo que acabou perdendo alguém tão bom. E ainda chorando, entrei no profile dele e li a mesma frase que sempre lá esteve: é melhor ser alegre que ser triste, alegria é a melhor coisa que existe! Naquele exato momento parei de chorar e lembrei daquele Gui sempre sorrindo, não importava o que estivesse acontecendo, e fiquei feliz. Feliz porque o mundo pode até ter perdido ele, mas meu coração conseguiu conhecer ele antes disso.

:: Postado por Grace às 10h40
::
:: Enviar esta mensagem

Depois das baladinhas ontem e hoje

Constei que estou realmente bem, obrigada! Nada de grandes problemas que não os de praxe, nada de PRECISAR ter alguém, nada de vontade de estar em outro lugar...
Então, no fim da festa de hoje, (sim, começou cedo, terminou cedo) ouvi uma música que sempre gostei da melodia, mas a letra parecia com uma Andressa sem rumo, porém que tomou a diretriz de simplesmente uma Andressa vivendo como sempre o fez apesar de nunca o ter reparado.

Unwritten - Natasha Bendingfield

I am unwritten, can't read my mind, i'm undefined
I'm just beginning, the pen's in my hand, ending unplanned

Staring at the blank page before you, open up the dirty window
Let the sun illuminate the words that you could not find
Reaching for something in the distance
So close you can almost taste it
Release your innervisions

Feel the rain on your skin
No one else can feel it for you
Only you can let it in
No one else, no one else
Can speak the words on your lips
Drench yourself in words unspoken
Live your life with arms wide open
Today is where your book begins
The rest is still unwritten

Oh, oh, oh

I break tradition, sometimes my tries, are outside the lines (yeh yeh)
We've been conditioned to not make mistakes, but i can't live that way

Staring at the blank page before you, open up the dirty window
Let the sun illuminate the words that you could not find
Reaching for something in the distance
So close you can almost taste it

Release your innervisions


Feel the rain on your skin
No one else can feel it for you
Only you can let it in
No one else, no one else
Can speak the words on your lips
Drench yourself in words unspoken
Live your life with arms wide open
Today is where your book begins

Feel the rain on your skin
No one else can feel it for you
Only you can let it in
No one else, no one else
Can speak the words on your lips
Drench yourself in words unspoken
Live your life with arms wide open
Today is where your book begins
The rest is still unwritten

Staring at the blank page before you, open up the dirty window
Let the sun illuminate the words that you could not find
Reaching for something in the distance
So close you can almost taste it
Release your innervisions


Feel the rain on your skin
No one else can feel it for you
Only you can let it in
No one else, no one else
Can speak the words on your lips
Drench yourself in words unspoken
Live your life with arms wide open
Today is where your book begins

Feel the rain on your skin
No one else can feel it for you
Only you can let it in
No one else, no one else
Can speak the words on your lips
Drench yourself in words unspoken
Live your life with arms wide open
Today is where your book begins
The rest is still unwritten
The rest is still unwritten
The rest is still unwritten

Oh, yeah, yeah

:: Postado por Grace às 04h19
::
:: Enviar esta mensagem

Manias que adquiri com a vida

Andar descalça mesmo que esteja dez abaixo de zero

Apesar de toda a minha família reclamar que posso ter reumatismo, artrite e artrose quando ficar mais velha, vou ter cólicas (coisa que nunca tive), dor de garganta (uma constante em minha vida, algo como respirar) ou pegar gripe, não consigo andar em casa de chinelos, pantufas, meias ou afins. Ok, até ando, mas prefiro mesmo é andar com o pé no chão.

Dar nomes para coisas que nascem ou que acoplo ao meu corpo
Os piercings têm nome, algumas sardas têm nome, o negócio não identificado que nasceu no meu dedo do meio da mão direita tem nome e assim vai.

Ler várias vezes um mesmo livro, ver o mesmo filme ou ouvir a mesma música trezentas e doze vezes seguidas quando gosto
Quando gosto de uma coisa, gosto da coisa e pronto! O Pequeno Príncipe, Memórias Póstumas de Brás Cubas, O Último Samurai,  Vivendo a Vida Adoidado, Terça Insana, Snoopy, Madonna, Ray Charles e Rolling Stones que o digam...

Dormir coberta e com algum bichinho de pelúcia
Sempre preciso me cobrir, isso é indiscutível. Aliás, meus roomies de hotel no show dos Stones que o digam. Ou ainda, um pseudo que tive comecinho do ano passado que quase derreteu noite adentro porque eu estava com frio em um dia que todos andavam sem camisa pela rua e quis dormir de coberta.
Quanto ao bicho de pelúcia, sempre tive. Quando era pequena, ainda colocava no braço do meu pai enquanto ele dormia e tirava da cara dele com mamãe. Hoje em dia tenho dois: o Dunga que a Belle me deu, aquele na foto que Érico e eu tiramos uma foto de Rennan dormindo, e a Morgana, minha aranha de pelúcia.

Falar literalmente quando as coisas são realmente literais
Odeio gente que fala literalmente sem nenhum motivo. Quando as coisas não são literais, simplesmente não são.

Sentir vontade de matar pessoas com síndrome de atendente de telemarketing
Odeio pessoas que falam coisas como vou estar providenciando, você pode estar esperando um minuto, eles vão estar fazendo isso assim que estiverem podendo fazer.
Que me desculpe Betina Botox, mas não acho que seu computador está sendo desligado seja chique. Ah, eu não aceito!!!!

Utilizar famigerado em diversas frases
Adooooooooooooro essa palavra. Simples assim.

Utilizar frases de Terça Insana na minha vida ou imitar o DVD
Isso tudo é culpa do Gepeto, do Rodolfo e da Alice que não paravam de repetir os diálogos mesmo antes de eu assistir pela primeira vez na casa do Lawrence.

Bisbilhotar blogs, flogs e orkuts alheios
Sim, eu gosto mesmo de bisbilhotar a vida dos outros!!

Dar vexame com platéia
Ai, é uma especialidade. E que o senhor Rodolfo Benghi não leia isso...

Dar selinho de oi em alguns amigos e ter que apertar e apertar e apertar pessoas que estava com saudades
Olha, selinho é beijo de amigo. Sim, é beijo de amigo. E, bem, apertar um amigo é muito, muito, muito bom quando mesmo quando só faz três segundos que você falou com ele no celular.

:: Postado por Grace às 17h24
::
:: Enviar esta mensagem

James hoje então, hein??

Ahhhhh, ADOOOOOOOORO!!! Vou rever váaaarias pessoas que estou com saudades, saber de fofocas atrasadas, tirar fotos, muitas fotos, e fechar o lugar dançando New York, New York... Não, não, depois de o Dj tocar a citada música para nos jogar para fora do lugar e acender a luz nós ainda vamos cantar I'm So Excited! Ai sim acabou a noite. Quer dizer, pelo menos até chegarmos ao Babilônia... 
Claro, na volta, voltas e mais voltas de carro com o Érico porque ele adora passear quando vai nos levar para casa.

:: Postado por Grace às 17h17
::
:: Enviar esta mensagem

Ok, deixa eu falar uma coisa...

Estou com uma música na cabeça desde sábado passado. E essa música nunca sai. E ela fica aqui cantando sozinha na minha mente. Então, para não deixá-la assim tão só, resolvi que vocês vão cantar comigo. Aqui está o linkizinho para uma versão ótima acústica dela. Não, não precisa baixar, ela toca sozinha mesmo =)

Vamos lá, empolgação!!!

What You Say???Hit The Road Jack - Ray Charles

(Hit the road, Jack and don't you come back no more,
no more, no more, no more)
(Hit the road, Jack and don't you come back no more)
What you say?

(Hit the road, Jack and don't you come back no more,
no more, no more, no more)
(Hit the road, Jack and don't you come back no more)

Woah, Woman, oh woman, don't treat me so mean
You're the meanest old woman that I've ever seen
I guess if you said so
I'd have to pack my things and go (That's right)

(Hit the road, Jack and don't you come back no more,
no more, no more, no more)
(Hit the road, Jack and don't you come back no more)
What you say?

(Hit the road, Jack and don't you come back no more,
no more, no more, no more)
(Hit the road, Jack and don't you come back no more)

Now baby, listen, baby, don't ya treat me this-a way
Cause I'll be back on my feet some day
(Don't care if you do 'cause it's understood)
(You ain't got no money you just ain't no good)
Well, I guess if you say so
I'd have to pack my things and go (That's right)

(Hit the road, Jack and don't you come back no more,
no more, no more, no more)
(Hit the road, Jack and don't you come back no more)

[break]

(Hit the road, Jack and don't you come back no more,
no more, no more, no more)
(Hit the road, Jack and don't you come back no more)
What you say?

(Hit the road, Jack and don't you come back no more,
no more, no more, no more)
(Hit the road, Jack and don't you come back no more)

(Don't you come back no more)
(Don't you come back no more)
(Don't you come back no more)
(Don't you come back no more)

Well
(Don't you come back no more)

Uh, what you say?
(Don't you come back no more)

I didn't understand you!
(Don't you come back no more)

You can't mean that!
(Don't you come back no more)

Oh, now baby, please!
(Don't you come back no more)

What you tryin' to do to me?
(Don't you come back no more)

Oh, don't treat me like that!
(Don't you come back no more)

:: Postado por Grace às 17h56
::
:: Enviar esta mensagem

Posso contar? Posso contar??

Claaaaaaro que posso porque, enfim, pode não mudar nada na vida dos outros mortais, mas para mim faz uma diferença do caralho.
Sabem aquela maldita calça que você compra achando que vai ficar linda, que é bonita e mimimi, mimimi, mimimi, sou menininha e acredito em contos de fadas? Pois então. No remoto ano de 2000, comprei uma calça que não servia muito bem no momento, mas impreterivelmente ficaria ótima com uns 9 quilinhos à menos. Inocente criança de 14 anos que era, comprei aquilo achando que logo, logo conseguiria usá-la.
E o tempo foi passando e a calça NUNCA ficava boa. Sempre sobrava algum pedaço de gordura pele que insistentemente pulavam por cima dela. Assim, ela sempre ficava lá em um canto do armário, no frezzer das calças sem uso.
Mas a vida desta calça estava para mudar. Sábado, Edite lavou-a para eu experimentá-la, já que todas as minhas outras calças estão largas, mas largas de verdade! Algumas delas caberiam uma Andressa e 1/3 dentro. Claro que eu, como boa mulher que sou, não quis provar a coisa porque sabia que iria me frustrar, que não iria servir porque ainda estou enooooorme e blábláblé. Calça voltou para o armário.
Pois muito bem, hoje precisava de uma calça porque a filha única que ainda pode ser usada sem cair no meu pé depois de 10 passos precisa ser lavada e porque, bem, usar todos os dias a mesma calça não é legal. Enfim, bati o olho na calça que comprei há 6 anos atrás e pensei: olha, provar não vai doer tanto...
E não é que está servindo???? Aliás, ela está um tanto quanto larga até. E esse foi o feliz começo da vida da pobre calça que ficou confinada no armário por exatos 6 anos. Não é lindo? Eu também acho...

:: Postado por Grace às 11h43
::
:: Enviar esta mensagem

Agradando o chefe

Apesar de o Rodrigo me xingar todas as vezes em que chamo ele de chefe, o título é mais do que probo para o post, então vai ser chamado assim até o fim.
Bem, meu chefe, além de ser o cara que me ensinou a mandar fornecedores à merda quando estão errado e ser má para com os pessoas, segundo Fernanda Caiscais (ou Fefy's) é um puta bom ator. Quer dizer, não sei se o é por ser cínico 99% do tempo mesmo ou se foi algo que ele desenvolveu depois. Divago...

Voltando, e como puta bom ator, super recomendo que vocês assistam à Equilíbrio, peça cujo eu assisti com Cícero, porém houveram diversas modificações e por isso verei de novo e Yorkut.com, A Saga Continua, a qual vou assistir pela primeira vez e que, por acaso, não assisti ao começo da saga. Enfim...
Continuando a listar os motivos pelo qual vocês NÃO DEVEM PERDER AS PEÇAS simplesmente acho que vocês não vão conseguir dormir de curiosidade pela dúvida que os assolará para o resto da vida quanto às peças em que meu chefe e, acima de tudo, meu amigo Rodrigo, que estará atuando. Não mesmo!
Mas, depois de vocês lerem o comentário deixado para ele no Orkut por um nerdizinho / bichinha / puxa-saco fez, o negócio fica realmente imperdível: aprecio muito o seu trabalho, diria até que é a pedra angular da peça. Preciso dizer mais alguma coisa?? Claro que não, o menino deixou tudo muito bem explicitado (hahahahahahahaha, PEDRA ANGULAR!! Que nerdice!!!)

Informações importantes de verdade:
As apresentações serão no Espaço Cultural Odelair Rodrigues ( Av. Sete de Setembro - 2434 ). O estacionamento conveniado é gratuito. Aliás, se precisarem estacionar, o Cícero e eu moramos perto também, dá-se um jeito.
Maiores informações no site do Festival.

Como eu conheço meu eleitorado, vou colocar os horários aqui porque nenhum puto clica nos meus links:

Equilíbrio:
17 de março - 22h
18 de março - 13h
19 de março - 24h
23 de março - 22h
24 de março - 19h
25 de março - 19h

Yorkut.com, A Saga Continua:
17 de março - 19h
18 de março - 22h
19 de março - 19h
21 de março - 22h
24 de março - 24h
25 de março - 22h
26 de março - 16h

Por fim, quem estiver interessado, tenho bônus para distribuir e, falando sério, o cara atua muito bem. VALE À PENA CONFERIR.

*Ok Rodrigo, espero que eu ganhe um aumento ;) *

:: Postado por Grace às 10h45
::
:: Enviar esta mensagem

Pro dia nascer feliz

Ai, ai. Nada como acordar com comentário ácido e direto de Rodolfo Benghi na fotinho nova do meu flog para melhorar meu humor. De verdade!!
Morro de saudades desse guri lindo que tanto me faz rir, mesmo que com comentários e e-mails. E sim, saudades enormes apesar de que ele foi há menos de uma semana.

:: Postado por Grace às 08h41
::
:: Enviar esta mensagem

E eu, um poste de barbearia

Érico, no Orkut: Lembra do seu vestido branco vermelho, branco vermelho, branco vermelho...
Tava no banco e vi uma menina com um igual.
heheh, lembrei de vc.
Bjus.

Eu, replicando: Ai amor, igual?? Como assim igual?? Dinha que ser um pouco diferente... Exatamente igual??
Enfim, e ela parecia um poste de barbeiro?? Aposto que ELA SIM PARECIA, NÃO EU!! hahahahaha
Que bom que você lembra de mim em momentos tão singelos e alegres da sua vida, como no banco ;) Ok, lembro da época em que você se lembrava de mim embaixo do chuveiro também!! ADOOOORO!! hahahahahaha
Beijos
* Estou com saudades!!! Muitas!!! Quero te abraçar *


Pois é, como ainda estou devendo todos os absurdos vividos por nós naquele famigerado show de Copacabana, não contei que fui comparada a um poste de barbearia.
Sabem aquele meu lindíssimo vestido retrô vermelho / branco / vermelho / branco / vermelho / branco / vermelho / branco ad eternum? Sim, aquele listrado vermelho e branco que tem um desenho amarelo na frente que estou nas fotos indo para o Rio e no ano-novo antecipado com Érico no posto.
Como todos vocês, acho ele perfeito, lindo, maravilhoso, salve-salve e CARO! Ok. Mas sabe o que um chapado que estava tropeçando pela orla me disse? Que eu parecia UM POSTE DAQUELES QUE FICAM NA FRENTE DE BARBEARIAS!!!!
Como assim??? Primeiro sou descriminada por estar fumando em um local que não tinha uma merda de placa para avisar que não podia, depois por ser muito branca e por fim por paracer um poste de barbearia.
Ai, sinceramente, aquela cidade é um verdadeiro matadouro para uma pessoa chique!!

:: Postado por Grace às 16h52
::
:: Enviar esta mensagem

Para não dizer que falei de flores

Porra Rennan, QUER PARAR DE ME IMITAR?? Tudo bem que sou pauta de 99% de nossas conversas, mas isso não é motivo para que seu fim de semana seja igual ao meu!!! Não é por nada não, mas GET A LIFE!!!
Sério! Senhor Rennan Stelle e eu não nos vimos nem um minuto durante o fim de semana e nos falamos menos de 5 minutos no telefone, porém ontem, enquanto eu contava minha epopéia única e especial de sábado ele foi ficando cada vez com a cara mais enfadada do mundo. Por que minha história era ruim? Claro que não, elas nunca o são. O fato é que a noite dele foi praticamente IGUAL A MINHA!!!
Não, não. Mentira! Como é que pode? É, eu também não sei...

:: Postado por Grace às 15h30
::
:: Enviar esta mensagem

E de repente, não mais que de repente...

...ele tem namorada. Rá, ainda bem que não escrevi o nome do menino lindo que fiquei sábado aqui.
Ohhh karma filho de uma puta para arranjar homens complicados, hein??
Well, so back to the plan...

:: Postado por Grace às 16h29
::
:: Enviar esta mensagem

Das coisas de minha vida

- Perdi algo nesse fim de semana, mas pelo menos lembro quando e como perdi. Aliás, foi o pé direito da minha sandália. O outro eu deixei por lá visto que a procurar era muito difícil para alguém com vestido de formatura e teor de sangue muito baixo no álcool procurar aquilo. Optei pelo mais fácil. Simples assim. Além do mais, eu nem gostava daquele sapato mesmo. Era novo e eu não tinha desenvolvido uma relação de amor, não tinha me apaixonado;
- Fui à festa de formatura de meu primo não-indie preferido e me diverti muito mais do que supunha. Ah, o que um Black Label e um menino bonito não podem fazer por nossas vidas;
Dani Peixoto tinha um bicho de pé chamado Geraldo. Parece que o novo inquilino foi despejado por falta de pagamento no aluguel ou algo que valha;
- Vamos, a pessoa citada acima e eu, escrever um livro infantil, montar uma banda, fazer uma novela, um filme, fazer uma turnê abrindo o show de Cansei De Ser Sexy, depois do Franz, depois nossa própria turnê com direito à show em Copacabana de graça que juntará 2,5 milhões de pessoas e será gravado um DVD. Por fim, faremos um filme pôrno sem que saibamos (separadamente, por motivos óbvios) e seremos adotados pelo dono de uma rede de hotéis gigante e nos tornaremos os herdeiros mais fúteis e falados do mundo e iremos ao Oscar tirar sarro dos vestidos cafonas e olhar os homens gostosos. Acho que nesse momento estaremos no top 10 das pesquisas anuais do Google... Bem, essa singela alucinação surgiu de uma breve conversa orkutiana;
Érico vai parar de beber. E eu vou parar de fumar*. Quem acredita? ;
- Acabou a luz na minha casa, DE NOVO, no sábado. Exatamente no momento em que eu tinha acabado de passar o delineador no olho esquerdo. Uma felicidade sem tamanho! Edite segurou uma vela e o celular na minha cara para que eu pudesse terminar aquilo, mas quase queimei todo meu cabelo na vela remanescente na pia durante o processo da maquiagem;
- Faltei aula na sexta e fiquei brincando de eu nunca com Fefy's e Pedro Henrique no bar;
- Rennan Stelle alisou o cabelo especialmente para o evento da ONU em Curitiba, do qual ele é voluntário;
- Falei com Gepeto semana passada, mas é só para constar mesmo. Quer dizer, faltou dizer também que ele tem um roomie com voz sexy e aquele sotaque carioca lindo;
- Acredito que é o fim.

*Não, não vou. Só estou sendo irônica para aqueles qu pensaram nas parabenizações.

:: Postado por Grace às 15h48
::
:: Enviar esta mensagem

E o cara do carro, hein?

Nem foi lá em casa brigar com meus familiares... Ainda.

:: Postado por Grace às 10h27
::
:: Enviar esta mensagem

Assim começa a nova temporada

Rodolfo Benghi (tenho que escrever o nome completo porque rende várias visitas aqui \o/) já mandou o endereço e os telefones da nova casa de Montreal. Agora começará a temporada de cartas rosa com diversos adesivos e perfume.
Ok, agora começa a temporada de fofocas por cartinhas =) ADOOOOOOOORO!!

:: Postado por Grace às 10h26
::
:: Enviar esta mensagem

Se eu ganhasse na loteria hoje

Money, money, money, money... Moooney!!
Se eu ganhasse na loteria agora, não iria fazer caridade, nem colocar tudo em ações, comprar uma casa, um carro, vários livros ou pensaria na minha pós-graduação.
Simplesmente compraria 2 passagens de ida de volta na primeira classe para onde quer que fosse preciso ir, compraria dois convites VIPs, várias garrafas de champanhe, enegértico e vodka e iria assistir ao show do Rolling Stones de volta com meu companheiro de turnê.
Nada não, só que estava escutando Start me up e me deu uma saudades daquilo tudo...

:: Postado por Grace às 17h55
::
:: Enviar esta mensagem

Dos dias bizarros

Como todos nesse mundo, tenho os dias bizarros em minha vida. Ok, quase todos o são comigo, mas ontem bateu o recorde mundial de bizarrices de um dia bizarro. Curitiba está realmente um caos. Como disse o Paolo no MSN ontem, essa cidade está entre greves de ônibus e apagões.
Fiquei trabalhando até mais tarde, parte porque queria colocar algumas coisas em dia, parte porque estava esperando a chuva diminuir um pouco e o trânsito acalmar para conseguir chegar em casa bem, sem grandes problemas, mimimi, mimimi.
Ok, sete e meia da noite, mais ou menos, estava batendo meu cartão e rumando para meu lar, feliz e pululante por mais um dia ganho de dinheiro e principalmente porque chegaria cedo perto da minha cama para dormir horrores visto que decidi não assistir à paletra sobre a biodiversidade na faculdade (tenha paciência!!).
Só que, claro, alegria de proletariado dura muito pouco. À três quadras da minha casa não tinha luz, mas eu, a garota-otimismo estava acreditando piamente que na minha casa nãaaaao, na minha casa teria. Claro que não tinha!
Desci do táxi e quando estava entrando na harmonia de meu lindo domicílio um filho-de-uma-rampeira-gorda foi fazer a volta na entrada DA MINHA CASA e me ENXARCOU com a água da lagoa nova que ganhamos por causa da pequena tempestade de ontem. Estava, obviamente, putíssima nesse momento, mas achei que poderia relevar e entrar antes que quebrasse a lanterna daquele viadinho a chutes, quando o cara colocou a cabeça para fora da janela e disse: foi mal, hein? (com a maior cara de deboche que aquelas bochechas muito parecidas do Kiko poderiam lembrar e em um puta tom irônico). 
É, foi mesmo mal, mas pior deve ter sido para ele quando voou o cadeado do portão de dentro (porque o de fora que é infinitamente mais pesado eu já havia fechado. Pena!), que não tive nem vontade de procurar depois por motivos óbvios, bem em cima do lindo capô preto dele.
Bem, depois dessa pequena adversidade, lá fui eu guiada por meu celular-lanterna achar um vela a fim de fazer algo que prestasse como fumar uma carteira de cigarro enquanto falava com alguém ao telefone e bebia chá verde, já que minha casa estava completamente vazia, pois vovô e vovó haviam ido à missa de formatura do Vinícius. Encontrei uma meio bizarra, dourada, parecida com aquelas de desenho natalinos, que me arrependeria amargamente quando minha vó chegasse e visse que o estoque de velas não sei o que lá que ela comprou em fevereiro para o natal havia sido devidamente queimado.
Enfim, dois nomes automaticamente se instalaram na minha cabeça de pessoas ligáveis naquele momento: Pedro e Paolo. É aquela coisa, semana de trote, todo dia enchendo a cara, algum deles deveria estar em casa de ressaca. Liguei para o Paolo e o telefone estava ocupado. Maldito vício desse menino (não, não é cachaça nem cigarro o pior de todos, mas a internet). Liguei para o Pedro que também estava em casa e adorou o fato de tirar da minha cara ad eternum porque eu estava com medo do escuro, o que não era fato, mas ok. Depois de um tempo me pediu para que eu ligasse para o Paolo porque ele queria falar com a Fê durante o intervalo da faculdade.
Ok, adivinhem se o menino tinha saído da internet? Claro que não! Então interrompi a conversa de Pedro e Fernanda para mandar ele tacar uma pedra na casa do Paolo para que o italiano desligasse a conexão, mas não sei por qual motivo Pedro Henrique não atentou muito ao meu pedido.
Mil anos depois a luz voltou e eu, como boa viciada, entrei na internet também. Tudo que me restou foi fofocar sobre a vida alheia e conversar sobre álcool com o menino viciado por internet. Aliás, como é simples conversra com ele sóbrio, mas isso é assunto para outra hora.
De resto, ainda tive uma conversa com uma ex-aleatório ai por MSN e por telefone e acabei vendo que a melhor decisão do mundo foi a de desistir de todo e qualquer passado. Nada de passado que já não funcionou. Manterei-me com o plano que tracei com Pedro e Fernanda, mesmo porque esse pequeno deslize não aconteceu por minha causa, então tá tudo bem, tá tudo ótimo! E não me venham com mimimis dizendo que o cara que nós decidimos (nós, plural sim porque ambos estão, teoricamente, na empreitada comigo) tentar é meu passado porque não é. Quer dizer, é mais ou menos, mas é diferente, ok? Então beleza.
E no fim, eu que estava achando nove e meia muito tarde para dormir, acabei dormindo quase uma hora da manh㬬
Ah, e quanto ao cara do carro? Espero que ele não vá comentar nada com vovó hoje...

:: Postado por Grace às 09h09
::
:: Enviar esta mensagem

Pois é...

Parece que Deus achou muito injusto fazer com que a humanidade sofra com uma pandemia de gripe aviária que pode vir a matar aproximadamente 50 milhões de pessoas. Ao invés disso, decidiu enviar um dilúvio para acabar com tudo de uma vez. E, ao que tudo indica, o local escolhido para que o dilúvio começasse foi Curitiba.
Poxa! E eu que nem queria morrer virgem...

:: Postado por Grace às 13h34
::
:: Enviar esta mensagem

O sofá e a cama

Uma amiga minha aqui da Placas foi dormir na casa de um menino aleatório, mas simplesmente dormir, porém caiu no velho conto do só tem uma cama e um sofá aqui em casa. Enfim, depois de uma rápida discussão de quem dormiria em que lugar, o guri acabou cedendo a cama como todo menininho de família deveria fazer, além de abrir a porta do carro para as mulheres e mandar lírios sem nenhum motivo.
Porém, o bom mocismo acabou quando ela foi acordada:

Menino: Oh, sério, deixa eu dormir ai com você?
Menina: Aqui?? Não!! Agora já estou bem.
Menino: Não, não se preocupa. Deixa eu dormir aqui. Juro que não vou fazer nada. Porque é pequeno...
Menina: O QUE É PEQUENO???
Menino: O sofá.

No fim, ela até acabou deixando o cara dormir junto, mesmo porque ele nem notou o susto dela e a frase péssima que ele acabara de proferir. Entretanto, nunca descobriu se o que todo mundo pensou quando ouviu / leu essa história pensou ser pequeno. Pena!

:: Postado por Grace às 12h00
::
:: Enviar esta mensagem

Outro diálogo de aeroporto

Sou uma mala GLAM! Vou viajar toda fashion com o Rodolfo!!
Estávamos na frente do lugar em que eles lacram as malas esperando que as 2 singelas malinhas de Rodolfo ficassem prontas, observando os empacotadores fazer uma verdadeira musculação para conseguir lacrar tudo aquilo. Inevitável que houvessem comentários:

Thiko: A gente aqui em pé esperando os caras acabarem de fazer essa escova nas malas.
Eu: Pois é. Deve fazer bem para a auto-estima delas este pseudo-secador que faz o plástico grudar no tecido para não estragar nem se extraviar nada, né?
Rodolfo: Ai gente, o que é isso? Deve ser um momento super glamuroso para uma mala. Imagine ela pela esteira dizendo "ai, agora estou indo para Miami. Depois vou para Montreal". A vida de uma mala pode mudar depois disso. Elas tem mesmo é que estar arrumadinhas.

:: Postado por Grace às 11h51
::
:: Enviar esta mensagem

Por falar nisso

Comprei um livro para Rodolfo, juntamente com Lawrence, chamado Alpinista Social (afff, pagamos mais caro do que se comprássemos pelo Submarino!!!). Ok, isso não tem nada a ver com o post a não ser que enquanto escolhíamos o livro, encontrei um livro para ajudar em minha monografia que parece ser bem interessante: O Governo Secreto.
Ok, todos lá fora sentados, viram meu livro, começamos a falar das grandes conspirações e nos questionar o que diabos os maçons fazem lá dentro. Tudo muito bem, tudo muito bom, nós falamos sobre os símbolos e tudo mais, quando saiu a pérola das pérolas sobre o assunto. Rodolfo, minutos antes de ir embora conseguiu deixar A FRASE sobre a maçonaria: olha, para mim essa maçonaria não passa de uma grande curso de culinária que os homens fazem escondidos das mulheres, caso contrário, para que aquele aventalzinho?? Até parece que eu sou bobo, né??
Agora digam: uma pessoa dessas pode ir embora?? ;)

:: Postado por Grace às 09h03
::
:: Enviar esta mensagem

Um novo algo em meu corpo

Tenho um novo negócinho de estimação no meu corpo. Esse negocinho é uma verruga, ou algo que valha, exatamente meu dedo do meio da mão direita entre a unha e a primeira junta. Na verdade, mais parece uma bolha de queimado, mas não queimei o dedo em lugar nenhum.
Como todos sabem, várias coisas de estimação que tenho pelo corpo ganham nome, assim como meus piercings. Com o novo negocinho de estimação não poderia, assim, ser diferente. E como ele nasceu ontem, achei probo receber o nome de meu lindo grilo falante que resolveu viver a vida adoidado lá em Montreal para sempre e além e que, apesar de ter me deixado triste por perder seu apertos, seus selinhos e seus conselhos, está realizando o seu sonho de vida, além de estar indo morar com mamãe \o/.
Meu novo ser então se chamará Rodolfo, em homenagem ao bebê Rodolfo Benghi que vai deixar tantas saudades, mas terá tantas coisas boas pela frente.
Só espero que esse negócio não cresça e vire uma verruga com grande com pêlos...

:: Postado por Grace às 08h51
::
:: Enviar esta mensagem

As mesmas velhas constatações acerca do mesmo assunto

Sábado fui à igreja. Sim, EU FUI. Mas obviamente não fui para rezar, nem para agradecer, muito menos para ficar olhando os adornos um tanto quanto barrocos, um tanto quanto rococó, um tanto quanto escassos da igreja a qual fui.
É que, como quase todo mundo deve saber, o Gui morreu domingo de carnaval (desculpa aê para os que ficaram sabendo por aqui...), assim nesse último sábado aconteceu a maior reunião de bibas na igreja da Santa Quitéria que Deus, nosso Senhor salvador, já teve notícias para a missa de sétimo dia do menino. Não vou comentar o fato de ele ter morrido, nem o quanto foi injusta essa morte, mas o que foi ir à missa de novo.
Olha, eu ouvi todo o sermão do padre e vi quase a missa inteira, salvo o momento em que cansei daquilo tudo e fui fumar um cigarro. Mas não fiquei 10 minutos lá fora para ficar do lado do Paulo. Sendo assim, que me desculpem meus amigos que ainda vão na missa, que rezam e fazem jejum na quaresma, mas puta que pariu! Como diabos as pessoas conseguem ouvir tudo aquilo sem levantar a mão nenhuma vez e perguntar para o padre: tio, qual é o propósito de toda essa presepada?
Primeiro que antes de começar a missa, cheguei na sala do dízimo porque queria ir ao banheiro e o tio da mesa nem me retornou meu "oi, tudo bem" sem antes abrir a caixa. Quando eu disse que só queria a chave do banheiro, ele continuou me olhando com a caixa aberta e disse que não existia mais banheiro, o que era uma imensa e feia mentira.
Mas enfim, essa cena, assim como muitas outras depois, me lembraram muito uma parte dos Simpsons em que o Referendo Lovejoy estava lá na frente fazendo seu sermão sobre uma nova religião: Essa tal de nova religião não passa de um bando de ritos e cânticos esquisitos criados para arrancar dinheiro dos trouxas. Agora vamos rezar o Pai Nosso 40 vezes, mas antes vamos passar a sacolinha.
Por falar em sermão, e o sermão, hein? Ah, tudo muito bonito, o padre pregando a igualdade PARA COM OS DEFICIENTES FÍSICOS!!! Quem é a besta que faz esses temas da campanha da fraternidade? Primeiro que achei meio uó só pelo fato de ser um assunto em voga por causa da novela América, mas tá tudo bem. O que me irrita nas campanhas da fraternidade é que esse tipo de pregação nas quais eles dizem que todos são iguais só mostra o quão discriminativos eles mesmo são. Sei lá, mas eu, a herege que deveria queimar no inferno, nunca olhei para alguém deficiente e pensei: eca, saia daqui seu manco! Mas muitos sacerdotes já foram a favor de isolar doentes e outros tipos de pessoas ditas não-normais. Ainda, eles que acreditavam na inferioridade dos índios e na falta de alma dos negros. Vou além, são eles que dizem que os gays não tem lugar junto ao reino de Deus, assim como o povo que não acredita nele, como eu, mesmo sendo mais justa com muitas pessoas do que muito cristãozinho babaca que conheço por ai que fica guspindo doutrinas e escarrando dogmas.
Eu não sei, mas acho a lógica da igreja muito absurda: Deus dá o livre-arbítrio. Nós podemos fazer o que quisermos da vida porque ela é nossa e Ele não deve interferir. Porém, se não faço o que Ele quer vou para o inferno. E tem mais, quando coisas ruins acontecem em nossa vida, qual é a primeira frase que os crentes nesse moço vão te dizer? Foi a vontade de Deus. Ah, que justo!
Então, posso fazer o que eu quiser, mas vou ser punido se não for como Deus quis e mesmo fazendo de tudo pra mudar o destino, tudo vai acabar sendo como deveria ser desde o momento que nasci porque é vontade de Deus? Para que diabos serve o maldito livre-arbítrio? E por que não devo acreditar que, se as coisas acontecem pela vontade de Deus, na verdade nem existe livre-arbítrio?
Ah cara, igreja é um negócio complicado demais!! Aliás, vou terminar com uma frase do Lovejoy ainda melhor sobre a Bíblia que traduz tão bem toda essa lógica cristianista: Marge, você alguma vez já sentou realmente e leu essa coisa? Tecnicamente, nós não temos permissão nem pra ir ao banheiro.

:: Postado por Grace às 09h57
::
:: Enviar esta mensagem

Aprendam com a titia Andressa

Se você está achando que está muito branca, se você está achando que todo mundo fala que você está muito branca, se todos em volta de você conseguem estar mais morenos, NÃO DECIDA TOMAR SOL NO SEU QUINTAL!!!
Sábado eu fui tomar sol no quintal para ver se conseguia a famigerada marca de biquíni. Coloquei meu protetor fator 15, meu lindo biquíni que ficou largo ( \o/ ), peguei minha canga e deitei na grama. Quarenta e cinco minutos depois eu não tinha marca de sol algumas, mas adquiri com esse período exatas 27 mordidas de formigas espalhadas pelo corpo.

:: Postado por Grace às 08h57
::
:: Enviar esta mensagem

Pizza, Pizza, Pizza - parte II - The Happy Ending

Pizza! Pizza!! Pizza!!!Como eu praticamente não comentei nesse blog, desde o carnaval que estava super precisada de comer pizza. Entretanto, todas as forças do universo conspiravam contra o acontecimento.
Porém, ontem Paulo André e Rennan foram muito gentis comigo e decidiram que iriam em um rodízio de pizza SÓ POR MINHA CAUSA. Detalhe que me avisaram isso às 6 da tarde, no momento em que eu não tinha 1 real no bolso e estava completamente anfetaminada (sem fome).
Pizza! Pizza!! Pizza!!!Então, no intervalo, acabei decidindo que não iria, agora não mais pela falta de dinheiro ou fome, mas pela falta de organização do evento e pelo simples fato de que, teoricamente, teria que voltar de ônibus depois e parar na frente da favela ou do Botânico, o que resultria no mesmo quanto ao quesito assalto e estupro à uma linda menina inocente e humilde aquela hora da noite.
Enfim, dessa maneira, resolvi que comeria a pizza da cantina. Olha, vou dizer um negócio: como queria comer pizza, viu??!! Comi dois, eu disse DOIS pedaços e nunca senti orgasmo mental tão bom por comer algo. Tudo bem que agora não consigo nem beber água porque estou completamente estourando, mais do que 10 horas depois do ocorrido, mas não se apeguem a detalhes, mesmo porque o importante é que eu comi pizza e por isso não mais falarei dela por aqui. Quer dizer, não tão cedo!

:: Postado por Grace às 08h40
::
:: Enviar esta mensagem

Sala de aula, esse lugar tão bonito

Estávamos lá, super empolgados, fazendo um trabalho valendo 4 pontos na média de História da Economia, durante as últimas duas aulas da noite, sobre 3 textos cujos acredito que somente Gláucia e Charlene devem ter lido de fato, os quais tratavam da maldita hegemonia americana dentre o bloco capitalista no pós-guerra, Bretton Woods, padrão ouro-dólar, Plano Marshall, Truman, Churchill, Keynes, Banco Mundial e todas essas coisas sobre as quais nós NUNCA falamos, quando ouvi a Ludmila lendo em voz alta, toda feliz, um puta pedaço do texto para cobrir uma das questões. O trecho que ela estava lendo tratava do Plano Marshal e até aproveitei para ir escrevendo algumas coisas que ela apontava ali a fim de não precisar ler e pensar depois.
Enfim, acabando de ler quase uma página de texto, ela parou, olhou para o seu grupo formado por Cebola e Rennan, e perguntou: tá, mas sobre o que era a pergunta mesmo?? ¬¬
Ah, a empolgação que certas aulas e assuntos podem causar nos indivíduos...  

:: Postado por Grace às 08h23
::
:: Enviar esta mensagem

Me ajudem a cobrar

Tudo bem que eu não sei usar os pauzinhos para comer, né?Voltando do show dos Stones, no aeroporto de Guarulhos, Érico prometeu-me que faria sushis e todas as outras comidas japonesas que eu quisesse. Ok, o problema é que prometer ele prometeu, mas comida japonesa que é bom, até agora eu não vi.
Tá, eu sei que nós voltamos há menos de 1 mês, mas é que já que não me dão pizza (nem para o pobre menino Pedro a pessoa que iniciou esse desejo coletivo), nem batatas fritas da Irene (que por enquanto também só estão na promessa), quero os sushis que me foram prometidos antes.
É só isso.

[update] - Para Rennan, que comentou que Érico prometeu o mesmo para ele também, digo que você foi citado como um dos que iriam ser convidados. E já que ele prometeu e não cumpriu, você que me ajude na empreitada!

:: Postado por Grace às 11h39
::
:: Enviar esta mensagem

Buscando jingles

Chegou uma pessoa aqui procurando pelo jingle casas pernambucanas. Como sou muito boazinha e porque eu achava DIGNO* aquele jingle, vou postar.

[Falado]
Toc! Toc! Toc!
Quem bate?
É o friiiiio!!!

[Cantando]
Não adianta bater
Que eu não deixo você entrar
As Casas Pernambucanas é quem vão aquecer o meu lar
Vou comprar flanelas, lãs e cobertores, eu vou comprar
Nas Casas Pernambucanas eu não vou sentir
O inverno passar!

Eu sei, eu sei, sou uma pessoa muito caridosa!

* Palavra especial para o Rennan

[update] - Sim Rennan, eu pus seu nome só para você ler e comentar. Estou ficando espertinha, né? ;)

:: Postado por Grace às 11h01
::
:: Enviar esta mensagem

E o Oscar, hein??

And the Oscar goes to...Fiquei atônita com certas coisas ontem no Oscar. Uma delas foi que Paradise Now não tenha ganho o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, fato que só fez se consolidar a idéia de que os judeus da academia conseguiram colocar o dedinho na premiação para beneficiar a África do Sul, ou foder com a produção Palestina (ou Territórios Palestinos, como a tradutora da Globo insistia em, desnecessariamente, frisar). Eles já tinham tentado tirar a indicação para o filme, mas a repercursão da produção foi tamanha mundialmente que fez com que ele ficasse lá. Ai, esse povinho judeu é muito chato!!
Enfim, outra coisa foi o fato de que Brokeback Mountain ter ganho em apenas 3 categorias, sendo que eu não esperava menos de 5 estatuetas para o filme. Nenhum dos meninos ter ganho foi algo que me chocou ainda mais.
Uma decepção, sem dúvida nenhuma, foi A Noiva-Cadáver não ter ganho por melhor animação, já que esse filme eu achei simplesmente divino e borrei toda minha maquiagem. Às vezes me dá até vontade de falar um palavrão: Poxa, Francamente! Acho que o pessoal da Academia deveria ter levado em consideração o fato de que Gepeto até usou guspe e guardanapo para arrumar aquela merda toda que o lápis preto fez...
Mas a que não só a mim, mas praticamente fez todos ficarem bestas quando anunciado, foi a premiação de Crash como melhor filme. Lembro-me bem ano passado quando fui ao cinema com os meninos assistir esse filme, comendo pão de queijo e tomando Ice Tea, de ter comentado com o Érico que ele iria ser indicado ao Oscar com certeza, inclusive de melhor filme e que se não ocorresse o lançamento de uma produção muito boa, ele levaria. Mas depois de Brokeback Mountain e Good Night and Good Luck, não tinha nem esperanças mais que Crash levasse, apesar de achar que o filme ser realmente muito bom e gostar do estilo Snatch misturado com Magnólia de montagem que eles utilizaram.

[update ao comentário do Indie] - Indie disse exatamente o que eu penso. Crash até é legal, mas Brokeback Mountain tem um enredo melhor, muito mais instrospectividade e reflete algo nunca antes mostrado explicitamente no cinema com tanta repercussão a ponto de chegar ao Oscar.
Me desculpe os caras que decidem isso, mas, sinceramente, fizeram a escolha errada!
Indie, não pude ir na festinha do Vinícius, mas próxima vez que nos vermos devolvo seu livro. ADOREI a história =)!

:: Postado por Grace às 10h41
::
:: Enviar esta mensagem

Só uma perguntinha

"Posso não ter dormir, mas também não comi quase nada e emagreçi que foi uma beleza! Até para a academia eu fui =)" Frase de uma amiga que tinha usado no fim de semana anterior e que passou a semana inteira frenética.Todo mundo quando toma anfetamina fica pulando e pulando e pulando e dançando e dançando e dançando e mimimi. Então porque diabos nas vezes em que eu tomei para pular e dançar como uma louca até o dia seguinte o efeito só veio depois de eu dormir por 10 minutos (porque aquilo me dá um sono lazarento antes de bater) e bate mesmo, com bastante força, quando já cheguei em casa e estou com toda a família em volta?

[update ao comentário de Rennan] - Rennan, meu amor, coloquei esse post não só porque eu queria saber o motivo pelo qual tenho essas reações estranhas, mas porque tinha certeza que alguém (você ou o Dani, quem chegasse primeiro) faria um comentário do gênero, puxando para o lado da acusação dessa pessoa que não se revela na minha cara.
Ehhh, você ganhou uma mordida no pescoço por ter chego antes \o/. Aliás, ficou marca aquela mordidinha de sábado?
Ah, e só para você dizer que eu evitei falar sobre o que realmente interessa do seu sarcástico comentários (ai, adoro homens sarcásticos, hahahahahaha) sobre assunto, farei algo lindo, com múltipla escolha, ok? Quem fala por ai que estou virando uma junkie blasé influenciada por más companhias dou as opções para você escolher o que causou esse comentário:

a) Simplesmente falta de pau;
b) Simplesmente falta de pau, mas de alguém que acabei afastando dele/dela ou que peguei; 
c) Simplesmente falta de pau de alguém que é meu amigo/conhecido/faz parte do grupo de pessoas que ando e está pouco se fodendo para a tal pessoa;
d) Tem inveja de mim;
e) Queria ter as mesmas companhias que eu e fica falando essas coisas por pura inveja das pessoas com quem ando;
f) Queria ter minha companhia mais freqüentemente;
g) Não tem mais o que fazer.

Ok, você decide. Lembre-se, dá para escolher mais de uma opção :).

:: Postado por Grace às 09h58
::
:: Enviar esta mensagem

E assim, divago...

Estou precisando de um momento introspectivo, daqueles em que fico sozinha sentada em algum lugar olhando para o céu, fumando um cigarro e percebendo o que ainda falta e o que de bom já passou.
Preciso colocar as idéias em dia. Pensar se vale mesmo à pena tentar ter um relacionamento com a pessoa que tanto foi discutida no carnaval, descobrir qual é o problema de ex-namorados que precisam se auto-afirmar e, para isso, mandam mensagens aleatórias no meio da madrugada de sábado dizendo que estam namorando e apaixonados - que bom! Que bom! Mas o que diabos isso tem a ver comigo que estava lá no meio da Box olhando gays enquanto tomava todas e mais um pouco? -, encontrar o problema que me causa tamanha ansiedade, achar o sentido da vida, descobrir como fazer um mundo melhor, mandar para o inferno esse Deus inexistente que tira a vida de pessoas tão maravilhosas e deixa vivas as que menos merecem viver ou simplesmente ficar sozinha sentada em algum lugar olhando para o céu, fumando um cigarro enquanto mentalmente ouço You Can't Always Get What You Want dos Stones.

Sim, minha força está na solidão. Não tenho medo de chuvas tempestivas, nem das grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite. Clarice Lispector

:: Postado por Grace às 09h21
::
:: Enviar esta mensagem

Vamos brincar?

Vamos lá!! Adivinhem o que estou ouvindo nesse momento só para variar um pouco minha rotina das últimas semanas??!!! Ganhou uma bala 7 Belos de framboesa quem disse Like a Rolling Stone, dos Rolling Stones, claro!!
Então vamos cantar um pedacinho comigo agora com muita animação \o/

Once upon a time you dressed so fine
You threw the bums a dime in your prime, didn't you?
People'd call, say "Beware doll, you're bound to fall"
You thought they were all just kiddin' you
You used to laugh about
Everybody that was hangin' out
Now you don't walk so proud
Now you don't talk so loud
About having to be scrounging for your next meal

How does it feel
How does it feel
To be on your own
With no direction home
Like a complete unknown
Like a rolling stone?

:: Postado por Grace às 08h56
::
:: Enviar esta mensagem

Meninos e Meninas

Existem gigantescos abismos entre meninos e meninas. Inegável. Querem um exemplo? Pois bem.
Um deles é quando está rolando um clima entre uma menininha x e um menininho y. A meninininha x inevitavelmente vai ficar passando bilhetinhos durante a aula de Economia Brasileira para o amigo gay comentando o fato, com direito a linha cronológica e quatro folhas escritas, enquanto o menininho y invariavelmente vai enviar scraps sem sentido aparente para o amigo em comum a fim de que a menininha x decifre o que ele está tentando dizer nas malditas entrelinhas.
Porém, o bilhete da menininha x, se pego pelo menininho y, seria a prova final de que tudo poderia dar certo, enquanto os scraps escancarados não passam de recados à esmo que não servem para nada, salvo saber que alguém está falando da menininha x porque meninos não sabem escrever nada nas entrelinhas, só meninas.

:: Postado por Grace às 08h46
::
:: Enviar esta mensagem

E esse post, hein?

Porra, não bastando estar com uma puta vontade maior do que o mundo de comer pizza, ao procurar as fotos para o post ali embaixo, a vontade quadruplicou. Fiquei com tanta água na boca que parece que, quando finalmente conseguir comer uma pizza, minha vida será mais feliz do que a vida da Xuxa.
Mas por enquanto me contento sabendo que minha lasanha é melhor do que o macarrão do Paolo =)

Sim, estava com essa cara minha lasanha![update] - sei que dizer que minha lasanha é melhor que o macarrão do Paolo não tem absolutamente nenhuma relevância no post, mas é que preciso dizer para o mundo que minha lasanha foi avaliada melhor do que o macarrão do Paolo \o/. Sim, preciso.

:: Postado por Grace às 11h09
::
:: Enviar esta mensagem

Pizza, Pizza, Pizza

Pizza! Pizza!! Pizza!!!Segunda-feira de madrugada, nós sentados na mesa no auge de nossa bebedeira, ou pelo menos eu estava não lembro bem ao certo, quando Pedro falou que queria comer pizza no almoço do dia seguinte.
Pizza! Pizza!! Pizza!!!Ok, bebedeiras curadas, rumamos a TODAS as pizzarias de Matinhos e Caiobá, mas esses lugares tinham o nome de restaurante e pizzaria à toa, visto que pizzaria só eram mesmo, à noite. Comemos uns sanduíches e voltamos para casa, frustrados e muito, mas muito cheios de todos aqueles sanduíches. Logo, à noite não conseguimos comer nada, só bebemos porque todo aquele álcool faria falta no sangue.Pizza! Pizza!! Pizza!!!
Como quarta nós já voltamos, fica aqui o aviso: estou morrendo para ir à um rodízio de pizza. Estou morrendo para assistir algum filme e comer pizza. Eu só queria comer pizza!! Será que é pedir demais?? É, também acho que não.
E para terminar esse post sobre pizza e toda a água na boca que fiquei só de fazê-lo, vamos relembrar da infância cantando o famigerado single da propaganda do Guaraná Antártica:

Pizza e Guaraná, quem nunca quis só por causa dessa música??Pizza e Guaraná

Eu não vejo a hora de te encontrar
Te ver mais uma vez, saborear
Meia mussarela, meia aliche e calabreza
Romana, quatro queijos, marguerita e portuguesa 
Como é bom te ver 
Você chegou na hora H 
Adoro pizza com Guaraná

:: Postado por Grace às 10h46
::
:: Enviar esta mensagem

Sim, eu queria um amigo gay como ele

"Já brinquei de tudo na vida. Um dia desses sumo e abro um quiosque de sorvete em Helsinque" Miguel Falabella, a bicha que acho mais tudo do mundo das celebridades.

:: Postado por Grace às 09h45
::
:: Enviar esta mensagem

Tô de volta, meu povo!

...só porque é carnaval...Quase da mesma forma que fui, tirando alguns roxos que apenas nossos amados porres gigantescos podem acarretar por nós, algumas mordidas de pernilongo e o roxo ainda maior que deixei na perna da Fê. O roxo foi tão grande que me fez adotar um mantra para entoar ad eternum na minha vida: nunca mais vou morder a coxa de alguém com pele tão sensível como a minha, nunca mais vou morder a coxa de alguém com pele tão sensível como a minha, nunca mais vou morder a coxa de alguém com pele tão sensível como a minha.

Não, não beijei ninguém porque não quis e não pulei lhufas de carnaval porque em meus sangue ainda corria Rolling Stones e não queria Calypso atrapalhando isso. Na verdade, ainda estava na Vibe do show fato que atrapalhou meus pulos felizes atrás do trio cantando Ivete e a greve de beijo foi por causa mesmo da falta de vontade que me acometeu alguns dias atrás.
De resto, bebi muito! Mas muito mesmo. Como se toda a Vodka estivesse prestes a ser abolida do mundo e a Catuaba fosse a coisa mais importante da Via-Láctea para mim.
No mais, tudo voltou aos conformes e vamos que vamos que o show não pode parar, mesmo porque, FELIZ ANO-NOVO meu povo, que agora sim o negócio começou!

* Vou fazer um datafolha sobre a quantidade de blogs e flogs que vai colocar a maldita frase dos Los Hermanos como título de post e de foto: TODO CARNAVAL TEM SEU FIM... Bem, eu ainda fico com a frase do Luiz Melodia, que começa a música nem cinco minutos guardados, aliás, linda, do acústico 1 dos Titãs: CARNAVAL, CARNAVAL, CARNAVAL, EU FICO TRISTE QUANDO CHEGA O CARNAVAL. Não que eu odeie carnaval, nem que não tenha gostado desse, mas é que esse ano foi tão atípico e minha vida deu uma virada tão grande que o carnaval não foi nem esperado, nem trouxe êxtase supremo. Só isso.

:: Postado por Grace às 09h17
::
:: Enviar esta mensagem

Hoje estou:

Links

:: MEU FLOG
:: FLOG RENNAN
:: FLOG BÊ
:: FLOG DANI PEIXOTO
:: FLOG ÉRICO
:: FLOG RAFA PARADISE
:: FLOG CÍCERO
:: FLOG THIKO
:: DANI PEIXOTO
:: GEPETO
:: FLORA
:: CARLINHOSDUDU
:: TAZO

Votação

Ou dez ou nada ;)

..:: COMPARTILHE COM O MUNDO MINHA HUMILDADE ::..

01/03/2006 a 31/03/2006

01/02/2006 a 28/02/2006

01/01/2006 a 31/01/2006

01/12/2005 a 31/12/2005

01/11/2005 a 30/11/2005

01/10/2005 a 31/10/2005

01/09/2005 a 30/09/2005

01/08/2005 a 31/08/2005

01/07/2005 a 31/07/2005

01/06/2005 a 30/06/2005

01/05/2005 a 31/05/2005

01/04/2005 a 30/04/2005

01/03/2005 a 31/03/2005

01/02/2005 a 28/02/2005

Mas esse povo todo veio aqui?

Eu apóio sim:

Créditos

Layout por

..:: Carmem Design ::..
Todos os direitos reservados ©

..:: Carmem Design  ::..